Como se proteger e onde investir em tempos de inflação alta? Onde investir em tempos de inflação alta? Opções em renda fixa, criptomoedas, commodities, ações e fundos para preservar o poder de compra!

Como usar investimentos para se proteger da inflação?

calendar_month 05/04/2023

Quando os preços começam a subir e o poder de compra começa a diminuir é importante saber onde investir em tempos de inflação alta. 

A inflação é um fenômeno econômico que afeta não apenas a economia em geral, mas também a vida das pessoas. 

No entanto, há opções de investimento que podem ajudar a proteger o poder de compra e reduzir o impacto da inflação na carteira de investimentos. 

Neste artigo, discutimos sobre diferentes formas de proteger o dinheiro da inflação, incluindo investimentos em renda fixa, criptomoedas, commodities, ações e fundos. 

A diversificação da carteira de investimentos é uma das principais estratégias para proteger-se contra a inflação, e é importante conhecer as opções disponíveis para tomar decisões bem informadas e seguras.

O que é inflação?

A inflação é um conceito econômico que se refere ao aumento contínuo e generalizado dos preços de bens e serviços em uma economia. 

Isso significa que o poder de compra da moeda diminui, pois ela compra menos bens e serviços do que antes. 

A inflação é geralmente medida por um índice de preços, como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) ou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que registra as mudanças nos preços de uma cesta de bens e serviços ao longo do tempo.

Esse fenômeno pode ser causado por vários fatores, incluindo o aumento da demanda por bens e serviços, a escassez de oferta, o aumento dos custos de produção, a desvalorização da moeda e a expansão da oferta monetária

A inflação pode ter efeitos negativos na economia, como a redução do poder de compra das pessoas, a diminuição do investimento e da produção, o aumento do desemprego e a queda do crescimento econômico. Por isso, o controle da inflação é uma preocupação importante dos governos e dos bancos centrais em todo o mundo.

E também é por isso que você deve saber como se proteger e onde investir em tempos de inflação alta.

Como se proteger da inflação?

Quando se tem um período de alta inflação, uma das estratégias mais recorrentes dos investidores é aportar seu dinheiro em ativos reais.

Investir em ativos reais, como imóveis, commodities ou metais preciosos, pode ajudar a proteger seu patrimônio contra a inflação

Isso ocorre porque esses ativos geralmente acompanham o aumento dos preços ao longo do tempo e, portanto, podem manter seu valor real em um ambiente de alta inflação.

Porém, a principal estratégia que deve ser adotada é a diversificação da carteira, que pode ajudar a mitigar os efeitos da inflação em seu patrimônio. Por isso, também é importante saber organizar suas finanças.

Isso envolve investir em diferentes classes de ativos, como ações, títulos, fundos imobiliários e investimentos no exterior, para reduzir o risco de perda em uma única classe de ativos. 

Além disso, é importante lembrar que manter uma reserva de emergência pode ajudar a lidar com eventuais aumentos de preços de bens e serviços essenciais em períodos inflacionários.

Sabendo disso, vamos nos aprofundar nas opções de onde investir em tempos de inflação alta.

Onde investir em tempos de inflação alta?

Em tempos de inflação alta, pode ser recomendado investir em ativos que historicamente têm se valorizado em períodos inflacionários

Investimentos em ações de empresas com forte presença no mercado, commodities como ouro e prata, e títulos indexados à inflação são opções comuns para proteger o poder de compra do dinheiro investido. 

Além disso, os fundos imobiliários também podem ser uma boa opção, já que os preços dos imóveis costumam acompanhar a inflação. 

No entanto, é importante lembrar que cada investimento tem seu próprio grau de risco e retorno, e é sempre recomendado fazer uma análise cuidadosa de cada opção antes de tomar uma decisão.

Tendo isso em vista, vamos olhar para exemplos específicos desses ativos para que você possa entender melhor onde investir em tempos de inflação alta de acordo com o seu perfil de investidor.

Como se proteger da inflação com renda fixa?

Quando se trata da renda fixa, investir em títulos indexados à inflação é o conselho mais recorrente.

Os títulos públicos indexados à inflação, como as Notas do Tesouro Nacional Série B (NTN-B), são uma opção para se proteger da inflação com renda fixa.

Isso porque são títulos públicos que têm seu rendimento atrelado à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Eles são corrigidos pela variação da inflação e, portanto, garantem um retorno real positivo ao investidor. 

Porém, é importante lembrar que esses títulos têm vencimentos e taxas de juros diferentes, então é preciso analisar cuidadosamente cada opção antes de investir.

Outra estratégia para se proteger da inflação com renda fixa é investir em títulos emitidos por setores específicos que tendem a ter preços mais resistentes à inflação, como o setor de energia ou de infraestrutura. 

Esses títulos podem ter taxas de juros mais elevadas do que as opções tradicionais de renda fixa, mas também podem ter um risco maior. É importante fazer uma análise cuidadosa de cada opção antes de investir e diversificar sua carteira de investimentos para reduzir o risco.

Como se proteger da inflação com criptomoedas?

As criptomoedas também podem ser utilizadas numa estratégia de diversificação de carteira pensando em se proteger da inflação

Algumas criptomoedas, como o Bitcoin, têm uma oferta limitada, o que significa que não há possibilidade de aumentar a oferta monetária e, portanto, são consideradas uma proteção contra a inflação. 

Isso ocorre porque a inflação é geralmente causada pelo aumento da oferta monetária, o que leva à desvalorização da moeda. Por outro lado, as criptomoedas são consideradas um investimento de alto risco e volatilidade, então é preciso ter uma estratégia de investimento bem definida.

Além das criptomoedas já bem estabelecidas no mercado, stablecoins são outra categoria para ter em mente quando você está se questionando onde investir em tempos de inflação alta.

As stablecoins são criptomoedas que têm sua valorização atrelada a uma moeda fiduciária, como o dólar americano ou o euro. 

Elas são uma opção para se proteger da inflação, pois o valor é mantido estável e não está sujeito à volatilidade das criptomoedas mais populares. 

No entanto, é importante lembrar que as stablecoins também têm seus próprios riscos e é preciso fazer uma análise cuidadosa antes de investir.

Como se proteger da inflação com ações e fundos?

Existem certos setores que são mais procurados pelos investidores de fundos e ações na hora de se proteger contra a inflação.

Algumas empresas, como as que atuam nos setores de energia, saúde e infraestrutura, são consideradas mais resistentes à inflação, já que seus preços são menos sensíveis às flutuações econômicas. 

Essas empresas podem oferecer uma proteção contra a inflação, já que seus preços podem acompanhar o aumento dos preços dos bens e serviços.

Além disso, há fundos que têm como objetivo proteger o investidor da inflação, investindo em ativos como títulos indexados à inflação, ações de empresas resistentes à inflação e commodities como ouro e prata. 

Esses fundos podem ser uma opção para se proteger da inflação com ações e fundos, mas é importante lembrar que cada fundo tem suas próprias características e riscos, e é preciso analisar cuidadosamente cada opção antes de investir. 

Por isso, estamos enfatizando tanto a importância de diversificar a carteira de investimentos para reduzir o risco.

Como proteger dinheiro da inflação com commodities?

Dois segmentos de commodities são os mais indicados na hora de decidir onde investir em tempos de inflação alta.

Metais preciosos, como ouro e prata, são considerados uma proteção contra a inflação, já que seus preços geralmente aumentam durante períodos de inflação

Isso ocorre porque esses metais têm uma oferta limitada e são considerados uma reserva de valor. Além disso, eles são negociados globalmente e são considerados uma moeda universal.

Fora os metais preciosos, as commodities agrícolas, como milho, soja e trigo, são outra opção para se proteger da inflação. 

Durante períodos de inflação, os preços dos alimentos tendem a aumentar, o que pode levar ao aumento dos preços das commodities agrícolas

Geralmente, investidores podem investir em commodities agrícolas por meio de fundos de investimento ou comprando contratos futuros diretamente. 

No entanto, assim como os outros exemplos que trouxemos, é importante lembrar que as commodities são investimentos voláteis e de alto risco, e é preciso ter uma estratégia de investimento bem definida.

Para resumir

A inflação é um fenômeno econômico em que há um aumento sustentado nos preços dos bens e serviços ao longo do tempo. 

Isso pode afetar negativamente o poder de compra das pessoas e diminuir o valor do dinheiro ao longo do tempo. 

Para se proteger da inflação, é importante diversificar a carteira de investimentos e escolher investimentos que ofereçam proteção contra a inflação.

Algumas formas de se proteger da inflação incluem investir em renda fixa, como títulos indexados à inflação, em criptomoedas e commodities, como ouro e metais preciosos. 

Além disso, investir em empresas resistentes à inflação e em fundos que buscam proteção contra a inflação também são opções viáveis. 

No entanto, é importante lembrar que cada opção de investimento tem seus próprios riscos e é preciso ter uma estratégia bem definida e diversificar a carteira para reduzir os riscos.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no universo cripto?

Siga a Liqi nas redes sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/liqibr/

YouTube: https://www.youtube.com/@LiqiDigitalAssets/

LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/liqidigitalassets/

Tik Tok: https://www.tiktok.com/@liqibr

Twitter: https://twitter.com/liqibr

Newsletter: https://www.liqi.com.br/newsletter

Aproveite para conhecer o SITE da Liqi: https://www.liqi.com.br/

Outros artigos

Quais as vantagens da tokenização?

O que é Cessão de Crédito, como funciona e principais tipos

A cessão de crédito é uma prática fundamental no mundo financeiro, oferecendo oportunidades tanto para empresas quanto para investidores. ...

11/04/2024

Saiba mais
TIDC: contrato de cessão de crédito com revolvência

Como o TIDC funciona na prática? com Erik Oioli

Erik Oioli explica na prática o funcionamento do TIDC (Token de Investimento em Direitos Creditórios), uma infraestrutura tecnológica que emula o...

05/04/2024

Saiba mais
Quais são as diversas obrigações do contribuinte que investe em criptoativos, Quem precisa declarar IR, Como funciona a declaração de tokens de renda fixa e tokens de recebíveis, Como são declaradas as remunerações recebidas dos tokens de renda fixa ao longo do ano, Como funciona a declaração de tokens com pagamentos (liquidações) mensais em “Bens e Direitos”, Como funciona o pagamento de imposto, O que fazer se não declarar e o que acontece se não declarar o imposto de renda

Como declarar tokens de renda fixa e tokens de recebíveis no IR 2024?

A declaração de tokens no IR 2024 deixa muitas pessoas em dúvida sobre os modos de preenchimento e as regras que se aplicam nas tributações e...

03/04/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.