O que é Governança Descentralizada; Modelos de Governança Descentralizada, DAOs (Organizações Autônomas Descentralizadas), Consenso de Prova de Participação (PoS), Consenso de Prova de Trabalho (PoW); Como os detentores de tokens participam da governança; Desafios da Governança Descentralizada; Exemplos de Governança Descentralizada; Qual a importância da governança para o mercado

O que é governança descentralizada e como funciona?

calendar_month 14/11/2023

A governança descentralizada é um conceito fundamental no mundo das criptomoedas e das redes blockchain

Neste artigo, vamos explorar como algumas redes blockchain implementam sistemas de governança descentralizada, permitindo que os detentores de tokens tenham voz nas decisões e atualizações da rede. 

Esse tema tem se tornado cada vez mais importante já que a governança descentralizada está transformando a maneira como as organizações funcionam e tomam decisões.

O que é Governança Descentralizada?

Para compreender a governança descentralizada, é importante primeiro entender o que significa descentralização

Em um contexto blockchain, a descentralização refere-se à distribuição de poder e controle entre diversos participantes da rede, em oposição a uma entidade centralizada, como um governo ou uma empresa.

A governança descentralizada é o processo pelo qual as decisões que afetam uma rede blockchain são tomadas de forma coletiva e democrática, com base em uma estrutura que envolve os detentores de tokens. 

Essa abordagem permite que a comunidade tenha voz ativa nas direções futuras da rede, tornando-a mais transparente e resistente à censura.

Modelos de Governança Descentralizada

Diferentes redes blockchain adotam diferentes modelos de governança descentralizada. Alguns dos modelos mais comuns incluem:

DAOs (Organizações Autônomas Descentralizadas)

Uma DAO é uma entidade que opera de acordo com um conjunto de regras predefinidas e é gerenciada de forma autônoma por contratos inteligentes

Os detentores de tokens podem propor e votar em mudanças na rede por meio de contratos inteligentes.

Consenso de Prova de Participação (PoS)

Em redes que utilizam o PoS, como Ethereum 2.0, os detentores de tokens podem bloquear uma quantidade de moedas como garantia e, em troca, são elegíveis para validar transações e propor melhorias na rede. 

Quanto mais tokens você possui, mais influência você tem.

Consenso de Prova de Trabalho (PoW)

Embora o PoW seja mais centralizado em relação à governança, os mineradores de PoW têm a capacidade de influenciar a rede por meio de suas ações. 

No entanto, as redes PoW costumam enfrentar desafios na implementação de decisões de governança devido à concentração de poder.

Como os detentores de tokens participam da governança?

A participação dos detentores de tokens na governança descentralizada pode variar dependendo do modelo adotado. 

No entanto, em todos os casos, é importante que os detentores de tokens estejam envolvidos e ativos para que a governança seja eficaz. Eis como eles podem participar:

Proposição de Melhorias

Os detentores de tokens podem propor melhorias para a rede, como atualizações de protocolo, correções de segurança ou alterações nas recompensas.

Votação

Os detentores de tokens normalmente têm o direito de votar em propostas de governança. A quantidade de tokens que você possui geralmente determina o peso do seu voto.

Delegação

Em sistemas de PoS, os detentores de tokens podem delegar seu poder de voto a validadores de confiança que votarão em seu nome.

Desafios da Governança Descentralizada

Embora a governança descentralizada tenha muitos benefícios, como transparência e resistência à censura, também enfrenta desafios. Alguns dos principais desafios incluem:

Coordenação

Tomar decisões coletivas pode ser um processo demorado e desafiador, pois requer a coordenação de muitos participantes.

Ataques Sybil

Para evitar manipulação da governança por meio de contas falsas, as redes blockchain devem encontrar maneiras de proteger-se contra ataques Sybil, nos quais um único ator cria várias identidades.

Mudança de Regras

Alterar as regras de governança pode ser controverso e levar a divisões na comunidade. A busca por consenso é fundamental.

Exemplos de Governança Descentralizada

Para ilustrar como a governança descentralizada funciona na prática, podemos citar exemplos notáveis:

Ethereum

A Ethereum passou por um processo de transição do PoW para o PoS. Os detentores de tokens ETH têm voz ativa na rede e podem participar de propostas e votações.

Tezos

A Tezos é uma blockchain que opera com um mecanismo de governança integrado, permitindo que os detentores de tokens votem em atualizações do protocolo.

MakerDAO

A MakerDAO é um exemplo de uma DAO bem-sucedida, onde os detentores de tokens DAI podem propor e votar em alterações nas políticas da plataforma.

Qual a importância da governança para o mercado?

A governança descentralizada é um conceito transformador que está moldando o futuro das redes blockchain

Ao dar voz aos detentores de tokens, essas redes criam sistemas mais justos e transparentes

No entanto, a implementação bem-sucedida da governança descentralizada requer cooperação e consenso em uma comunidade diversificada de stakeholders. 

Empresários e investidores, tanto do mercado tradicional quanto do mercado cripto, devem estar atentos a essa tendência, pois ela tem o potencial de revolucionar não apenas as finanças, mas também outros setores da economia

À medida que mais redes blockchain adotam modelos de governança descentralizada, a influência dos detentores de tokens continuará a crescer, tornando a tomada de decisões mais inclusiva e democrática.

Para resumir

A governança descentralizada nas redes blockchain permite que detentores de tokens participem ativamente das decisões e atualizações da rede, transformando a maneira como as organizações operam. 

A descentralização distribui o poder entre os participantes, e modelos comuns incluem DAOs, PoS e PoW. Detentores de tokens podem propor melhorias, votar e delegar seu poder de voto. 

Desafios incluem a coordenação, ataques Sybil e mudanças nas regras. Exemplos notáveis incluem Ethereum, Tezos e MakerDAO.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no universo cripto?

Siga a Liqi nas redes sociais:

➜ Instagram: https://www.instagram.com/liqibr

➜ YouTube: https://www.youtube.com/@LiqiDigitalAssets

➜ LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/liqidigitalassets

➜ Tik Tok: https://www.tiktok.com/@liqibr

➜ Twitter: https://twitter.com/liqibr

Aproveite para conhecer o SITE da Liqi: https://www.liqi.com.br

Outros artigos

Quais as vantagens da tokenização?

O que é Cessão de Crédito, como funciona e principais tipos

A cessão de crédito é uma prática fundamental no mundo financeiro, oferecendo oportunidades tanto para empresas quanto para investidores. ...

11/04/2024

Saiba mais
TIDC: contrato de cessão de crédito com revolvência

Como o TIDC funciona na prática? com Erik Oioli

Erik Oioli explica na prática o funcionamento do TIDC (Token de Investimento em Direitos Creditórios), uma infraestrutura tecnológica que emula o...

05/04/2024

Saiba mais
Quais são as diversas obrigações do contribuinte que investe em criptoativos, Quem precisa declarar IR, Como funciona a declaração de tokens de renda fixa e tokens de recebíveis, Como são declaradas as remunerações recebidas dos tokens de renda fixa ao longo do ano, Como funciona a declaração de tokens com pagamentos (liquidações) mensais em “Bens e Direitos”, Como funciona o pagamento de imposto, O que fazer se não declarar e o que acontece se não declarar o imposto de renda

Como declarar tokens de renda fixa e tokens de recebíveis no IR 2024?

A declaração de tokens no IR 2024 deixa muitas pessoas em dúvida sobre os modos de preenchimento e as regras que se aplicam nas tributações e...

03/04/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.