tokens, token, tokens de mecanismo de solidariedade, tokenização, futebol

Como é realizado o valuation dos tokens de Mecanismo de Solidariedade?

calendar_month 28/09/2021

O Mecanismo de Solidariedade FIFA foi uma estratégia desenvolvida para recompensar clubes que financiaram a formação de um jogador durante os primeiros anos de sua carreira. E, com os tokens de Mecanismo de Solidariedade, você também pode fazer parte disso.

Quer saber mais sobre como é feito o valuation dos tokens de Mecanismo de Solidariedade? Continue lendo!

O que é o token de Mecanismo de Solidariedade?

Com essa “recompensa” da Fifa que é o Mecanismo de Solidariedade, o “clube formador” tem direito a receber uma parte do valor pelo qual é negociado a transferência de jogadores formados por eles. Esse processo é bem básico:

  1. O clube formador vende o jogador para outro clube;
  2. Já compondo a equipe de outro clube, este jogador pode ser transferido mais uma vez para um terceiro clube;
  3. Todas as vezes que o jogador é transferido para um novo clube, o clube formador continua possuindo o direito sobre uma porcentagem do valor das negociações. 

Assim, o clube que formou os atletas pode receber até 5% da quantia paga pela transferência de jogadores, que pode variar com o tempo em que o jogador esteve no clube de seus 14 aos 23 anos.

Basicamente, o token de Mecanismo de Solidariedade é um token que representa uma fração dos direitos creditórios que participam do Mecanismo de Solidariedade, relacionados aos atletas que foram formados pelo clube.

O funcionamento deste token é simples:

  1. A pessoa compra a quantia de tokens que desejar;
  2. A pessoa recebe os direitos;
  3. O jogador, que já foi transferido uma vez, é transferido para um terceiro clube;
  4. O clube formador recebe uma porcentagem do valor da transferência de acordo com o Mecanismo de Solidariedade FIFA;
  5. A pessoa recebe seu retorno.

Como é realizado o valuation dos tokens de Mecanismo de Solidariedade?

Primeiramente, é necessário conhecer o valuation dos jogadores para entender melhor o quanto o clube pode receber com o Mecanismo de Solidariedade.

O que pode ser um problema, porque é comum que os preços dos jogadores no Brasil (e até mesmo em outros países) sejam determinados de maneira subjetiva, sem critérios definidos e nem metodologia de avaliação.

Existem empresas especializadas em realizar essa análise e contam com metodologia própria e critérios pré-determinados para facilitar o processo, como é o caso da Pluri Consultoria.

Como é feita a análise da Pluri?

A análise que a Pluri faz para determinar o valor de mercado de um jogador utiliza instrumentos estatísticos e econométricos para avaliar o valor de mercado dos jogadores, levando em conta 63 critérios de avaliação divididos em 15 ítens.

  • idade;
  • fundamentos;
  • qualidade técnica e encantamento;
  • posição em que joga;
  • capacidade de definição de jogo;
  • aspectos táticos;
  • força e condicionamento físico;
  • experiência internacional;
  • nível dos campeonatos que disputa;
  • disciplina e espírito de equipe;
  • condição clínica;
  • conquistas;
  • retorno de marketing;
  • convocações para seleção;
  • potencial de valorização.

Cada um dos jogadores avaliados recebe uma nota de 1 a 10 para cada um dos 63 itens de avaliação, com pesos proporcionais que são ponderados dentro de cada categoria para gerar um conceito. Esse conceito pode variar de AAA a F e compõe o resultado de cada indicador.

Uma vez que as avaliações dos jogadores tenham gerado as notas/conceitos finais para as categorias Atleta e Mercado, o fator tempo é aplicado para gerar o valuation atual de cada atleta, bem como a sua curva de valor.

De acordo com o fator tempo, o valor de mercado médio de um jogador atinge seu auge um pouco antes dos 23 anos, passando então a entrar em processo de desvalorização.

Assim que o valuation do jogador é realizado, é possível saber o quanto o clube pode receber com o Mecanismo de Solidariedade, que é, como já falamos, de até 5% da quantia paga pela transferência de jogadores. O cálculo dessa porcentagem depende do tempo que o jogador esteve vinculado ao clube formador entre seus 14 e 23 anos.

O valuation do token de Mecanismo de Solidariedade está atrelado a esse valor que o clube pode receber, uma vez que, quando uma pessoa investe nesse tipo de token, ela recebe o direito de obter parte do valor que o clube formador receberá a cada nova transferência de jogador. 

Quer saber mais sobre o universo da tokenização e dos criptoativos no Brasil e no mundo? Confira o perfil da Liqi no Instagram!

Outros artigos

Quais as vantagens da tokenização?

O que é Cessão de Crédito, como funciona e principais tipos

A cessão de crédito é uma prática fundamental no mundo financeiro, oferecendo oportunidades tanto para empresas quanto para investidores. ...

11/04/2024

Saiba mais
TIDC: contrato de cessão de crédito com revolvência

Como o TIDC funciona na prática? com Erik Oioli

Erik Oioli explica na prática o funcionamento do TIDC (Token de Investimento em Direitos Creditórios), uma infraestrutura tecnológica que emula o...

05/04/2024

Saiba mais
Quais são as diversas obrigações do contribuinte que investe em criptoativos, Quem precisa declarar IR, Como funciona a declaração de tokens de renda fixa e tokens de recebíveis, Como são declaradas as remunerações recebidas dos tokens de renda fixa ao longo do ano, Como funciona a declaração de tokens com pagamentos (liquidações) mensais em “Bens e Direitos”, Como funciona o pagamento de imposto, O que fazer se não declarar e o que acontece se não declarar o imposto de renda

Como declarar tokens de renda fixa e tokens de recebíveis no IR 2024?

A declaração de tokens no IR 2024 deixa muitas pessoas em dúvida sobre os modos de preenchimento e as regras que se aplicam nas tributações e...

03/04/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.