autenticação, autenticação de 2 fatores, 2FA, token, tokenização, criptoativos

Criptoativos: como a autenticação de dois fatores (2FA) é importante nas transações?

calendar_month 30/09/2021

Você não precisa estar inserido no mundo dos criptoativos para conhecer a autenticação de dois fatores. Ela é bastante comum para garantir a segurança das pessoas em redes sociais.

Mas já parou para pensar que ela pode ser a sua aliada quando se trata da segurança nas transações de criptoativos. É o que vamos abordar no artigo de hoje.

Boa leitura!

Como a autenticação em dois fatores ajuda na segurança dos criptoativos?

Também conhecida como 2FA, a autenticação em dois fatores é bastante usada pelos sites que atuam no mercado dos criptoativos, funcionando para aumentar a segurança no acesso.

Como o acesso às plataformas se dá por um login composto de nome de usuário e senha, convenhamos: pode ser facilmente hackeado ou até mesmo adivinhado, comprometendo a sua conta.

Diversas instituições financeiras já contam faz um bom tempo com a autenticação 2FA, com os tokens (não confundir com os outros tipos de tokens e a tokenização), geradores de códigos através de QR Codes e até mesmo cartões (digitais ou não) com códigos. Eles são utilizados junto das senhas principais para confirmar movimentações de contas, pagamentos, transferências e mais.

No caso das Exchanges, para compra de criptoativos, a autenticação 2FA é feita geralmente por celular via SMS ou utilizando aplicativos próprios. Entretanto, é importante ressaltar que o uso de SMS para a autenticação 2FA não é a mais recomendada.

Já ocorreram casos em que pessoas tiveram seus telefones clonados, fazendo com que outros aparelhos recebessem, temporariamente, o SMS de acesso, abrindo as portas para hackers darem golpes.

Como opção mais segura, você pode buscar alguns apps, como o Google Authenticator, por exemplo. O uso da autenticação 2FA é opcional, mas convenhamos: você deixaria seus dados à mercê de hackers sendo que pode protegê-los de formas simples?

Normalmente, o funcionamento dos aplicativos de autenticação 2FA são similares. O site disponibiliza um QR Code que deve ser lido pelo aplicativo do celular (você também pode digitar uma chave de letras e números) e o aplicativo gera, a cada um minuto, um código com seis dígitos.

Para cada acesso ao site que você realize ou caso precise confirmar algumas operações, passa a ser necessário realizar o login com a senha, o usuário e o código gerado! Simples, não é mesmo?

O que são as Exchanges?

Podemos definir as exchanges como corretoras de criptoativos que têm o objetivo de facilitar, através de plataformas eletrônicas, todo o processo de aquisição, desde a compra e venda até a troca deles.

As exchanges possuem características bastante semelhantes às corretoras tradicionais, mas são focadas apenas em negociações de criptoativos. Ou seja, quando você está negociando, as exchanges podem ser grandes parceiras!

Elas também têm a função de estabelecer a conexão entre compradores e vendedores, além de garantir que todas as partes envolvidas na negociação dos criptoativos recebam as devidas partes da maneira mais segura.

Segurança é o que mais buscamos quando realizamos negociações em ambientes virtuais. E pode ter certeza que, com a autenticação 2FA, as suas transações se tornarão mais seguras e você perderá o receio de entrar de cabeça no mundo dos criptoativos!

Quer saber mais sobre o universo da tokenização e dos criptoativos no Brasil e no mundo? Confira o perfil da Liqi no Instagram!

Outros artigos

O que é Alienação Fiduciária, Para que serve a Alienação Fiduciária, Como funciona a Alienação Fiduciária nos investimentos, O que é Cessão Fiduciária, Para que serve a Cessão Fiduciária, Como funciona a Cessão Fiduciária nos investimentos, Vantagens e desvantagens da Alienação e Cessão Fiduciária

O que é Alienação Fiduciária e Cessão Fiduciária: para que servem e como funcionam?

“Alienação Fiduciária” e “Cessão Fiduciária”  são dois termos frequentemente utilizados quando o assunto é investimentos e...

17/05/2024

Saiba mais
A relação entre taxa e rating no Descompliqi a plataforma de conteúdos da Liqi com Decio Bapttista

O que é Rating?: taxa, risco e retorno | Decio Bapttista

Decio Bapttista (Sócio Fundador da Liberum Ratings) aborda a função do rating de crédito e sua importância na avaliação do risco associado a...

10/05/2024

Saiba mais
O que é a área de Token Capital Market (TCM) e como está estruturada; Quais são as principais mudanças que a tokenização traz para o mercado de crédito; Quais são os benefícios para as empresas que optam por antecipar seus recebíveis por meio da tokenização; Como funciona a estruturação de crédito usando a tokenização? É diferente das abordagens tradicionais; E como isso se aplica para a securitização; Quais os principais benefícios; Como a Liqi garante a segurança e a transparência das operações de tokenização realizadas em seu mercado; Quais são os critérios utilizados para avaliar a viabilidade de um ativo financeiro para tokenização; Quando falamos em redução de custos, a gente tem como falar mais ou menos; Qual é o papel da regulamentação na promoção do crescimento do mercado de tokenização de crédito; Como a tokenização pode contribuir para a liquidez do mercado de crédito; Qual a sua visão sobre a tokenização enquanto recurso de crédito no Brasil nos próximos anos; Quais são os diferenciais competitivos da Liqi em relação a outras empresas que atuam no mercado de tokenização de ativos financeiros

O potencial do mercado de crédito tokenizado e a área de Token Capital Market da Liqi

André Pina (Chief Business Officer na Liqi) apresenta o que é a nova área de Token Capital Market (TCM), como ela está estruturada, as principais...

08/05/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.