o que é ICO, o que é STO, ICO, STO, tokenização, token, security token

Saiba a diferença entre ICO e STO!

calendar_month 17/08/2021

Se você participa do universo dos investimentos, já deve ter esbarrado com estas siglas: ICO e STO. Entretanto, ainda existem dúvidas sobre o que elas significam e o seu papel nas negociações. Para te ajudar a entender mais, preparamos este artigo com tudo o que você precisa saber a respeito da diferença entre ICO e STO.

Boa leitura!

O que é uma ICO?

Uma ICO (sigla para Initial Coin Offering ou Oferta Inicial de Moedas) é como se fosse uma espécie de IPO (Initial Public Offering ou Oferta Pública Inicial), só que funcionando no universo das criptomoedas.

Podemos dizer que uma ICO é um meio não regulamentado pelo qual uma empresa de tecnologia, que possua algum projeto ou empreendimento, tente angariar fundos para o seu lançamento através da captação pública de recursos, como se fosse uma espécie de financiamento coletivo.

As ICOs foram as verdadeiras estrelas financeiras do ano de 2017. Entretanto, a partir de 2018, as STOs começaram a ganhar espaço, fornecendo uma maior proteção ao investidor, que não era tão alta como as ICOs.

O que é uma STO?

A STO (sigla para Security Token Offering ou Oferta de Security Token) é semelhante à ICO quando se trata da forma como um investidor recebe um criptoativo que representa seu investimento, mas, aqui, estamos falando apenas de tokens.

O security token representa um contrato de investimento em um ativo, diferentemente da ICO. Esse ativo é de um investimento subjacente, como ações, títulos e fundos de investimento mobiliário, por exemplo.

Sendo assim, um security token representa as informações de propriedade do produto de investimento emitidas e que estão gravadas em uma Blockchain. É semelhante ao processo de investimento em ações tradicionais, em que as informações ficam gravadas em documentos e são emitidas como certificados digitais.

Qual a diferença entre ICO e STO?

A diferença entre ICO e STO é que as STOs são respaldadas por ativos e estão em acordo com a governança regulatória de órgãos responsáveis. Por sua vez, a maioria das ICOs driblam algumas estruturas legais e não precisam, necessariamente, de registro ou do cumprimento de normas regulatórias.

Isso ocorre porque as moedas das ICOs estão posicionadas como utility tokens, dando aos usuários acesso a plataformas nativas ou até mesmo aplicativos descentralizados. O argumento utilizado é que, por ser um utility token, o objetivo está focado no uso e não no investimento.

Por conta desse aspecto, a barreira para que as empresas possam lançar uma ICO é muito menor do que uma STO, uma vez que não há a necessidade de realizar todos os processos iniciais para estar em conformidade com a governança regulatória dos órgãos responsáveis. Além disso, as empresas podem vender suas moedas junto ao público em geral para arrecadar fundos.

Já uma STO possui uma dificuldade maior para ser lançada, porque o objetivo é oferecer um contrato de investimento que esteja dentro da lei de valores mobiliários. A empresa que quiser lançar uma STO precisa realizar todo o trabalho inicial para que todas as normas relevantes sejam cumpridas. As empresas também só podem arrecadar fundos com investidores que sejam credenciados e cumpram os requisitos necessários.

Agora que você já sabe a diferença entre ICO e STO, que tal entrar de cabeça no universo da tokenização e dos criptoativos com a Liqi? Siga a gente no nosso Instagram para saber mais!

Outros artigos

O que é Alienação Fiduciária, Para que serve a Alienação Fiduciária, Como funciona a Alienação Fiduciária nos investimentos, O que é Cessão Fiduciária, Para que serve a Cessão Fiduciária, Como funciona a Cessão Fiduciária nos investimentos, Vantagens e desvantagens da Alienação e Cessão Fiduciária

O que é Alienação Fiduciária e Cessão Fiduciária: para que servem e como funcionam?

“Alienação Fiduciária” e “Cessão Fiduciária”  são dois termos frequentemente utilizados quando o assunto é investimentos e...

17/05/2024

Saiba mais
A relação entre taxa e rating no Descompliqi a plataforma de conteúdos da Liqi com Decio Bapttista

O que é Rating?: taxa, risco e retorno | Decio Bapttista

Decio Bapttista (Sócio Fundador da Liberum Ratings) aborda a função do rating de crédito e sua importância na avaliação do risco associado a...

10/05/2024

Saiba mais
O que é a área de Token Capital Market (TCM) e como está estruturada; Quais são as principais mudanças que a tokenização traz para o mercado de crédito; Quais são os benefícios para as empresas que optam por antecipar seus recebíveis por meio da tokenização; Como funciona a estruturação de crédito usando a tokenização? É diferente das abordagens tradicionais; E como isso se aplica para a securitização; Quais os principais benefícios; Como a Liqi garante a segurança e a transparência das operações de tokenização realizadas em seu mercado; Quais são os critérios utilizados para avaliar a viabilidade de um ativo financeiro para tokenização; Quando falamos em redução de custos, a gente tem como falar mais ou menos; Qual é o papel da regulamentação na promoção do crescimento do mercado de tokenização de crédito; Como a tokenização pode contribuir para a liquidez do mercado de crédito; Qual a sua visão sobre a tokenização enquanto recurso de crédito no Brasil nos próximos anos; Quais são os diferenciais competitivos da Liqi em relação a outras empresas que atuam no mercado de tokenização de ativos financeiros

O potencial do mercado de crédito tokenizado e a área de Token Capital Market da Liqi

André Pina (Chief Business Officer na Liqi) apresenta o que é a nova área de Token Capital Market (TCM), como ela está estruturada, as principais...

08/05/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.