Visão inovadora: Itaú e a Blockchain; Planos de negócios em Digital Assets; Tokenização: o futuro dos contratos inteligentes; Projeto Piloto TIDC: parcerias e desenvolvimento regulatório; Do descentralizado ao híbrido: o novo paradigma; Parcerias estratégicas: impulsionando a inovação

Quais os planos do Itaú para blockchain, tokenização e cripto? Com Guto Antunes

calendar_month 22/11/2023

Descubra as iniciativas do Itaú Unibanco em Blockchain e Digital Assets discutidas no último Talkenização, o podcast da Liqi.

Guto Antunes, figura chave como Head de Digital Assets no Itaú Unibanco, compartilha insights valiosos sobre as decisões estratégicas do banco em relação à blockchain

Ele explora as motivações por trás dos investimentos em digital assets, o interesse crescente pela tokenização, detalhes do projeto TIDC, o papel do Real Digital (Drex) e a postura do Itaú em relação às criptomoedas

A conversa também lança luz sobre as perspectivas futuras dos bancos em uma economia cada vez mais cripto, digital e tokenizada.

Visão inovadora: Itaú e a Blockchain

Saiba como o Itaú percebe a blockchain como uma potencial nova infraestrutura de mercado. O banco destaca-se como um dos pioneiros ao explorar tecnologias emergentes, como a tokenização, para entender como podem beneficiar os clientes.

Planos de negócios em Digital Assets

Entenda os planos ambiciosos do Itaú para os digital assets, abrangendo 4 áreas-chave. 

  1. Custódia: um dos principais serviços dos bancos há anos;
  2. Tokenização: para potencialmente ter o mercado de capitais utilizando para as operações com a união com smart contracts;
  3. Diálogo com o regulador através do projeto Drex (real digital), no qual foi criado um token-moeda comum a todos os participantes da blockchain usada para a liquidação de ativos;
  4. Distribuição de ativos digitais.

Tokenização: o futuro dos contratos inteligentes

Explore a visão do Itaú sobre a tokenização, destacando a importância dos tokens vinculados a contratos inteligentes com regras programadas

Saiba como a adoção da blockchain pode melhorar a confiança em todas as transações, especialmente no processo de Delivery vs. Payment.

Projeto Piloto TIDC: parcerias e desenvolvimento regulatório

Guto compartilha insights sobre o projeto piloto do TIDC, realizado em colaboração com a Liqi, e explora o desenvolvimento regulatório conduzido pela CVM. 

No TIDC, a tecnologia blockchain faz o papel de gestor de um fundo de investimentos tokenizado, organizando operações, liquidações e transações em contratos inteligentes programados em sua infraestrutura. 

Este modelo de fundos de investimentos é muito eficiente ao reduzir entre 30% e 60% dos intermediários envolvidos no processo de FIDCS tradicionais.

Conheça os passos do Itaú em direção a uma participação mais ampla no ecossistema de criptomoedas, impulsionada por regulamentações mais claras.

Do descentralizado ao híbrido: o novo paradigma

Entenda a perspectiva de Guto sobre o mercado atual, que ele descreve como híbrido, sem mais divisões rígidas entre o descentralizado (DeFi) e o centralizado

Saiba como o Itaú busca aproveitar o melhor de ambos os mundos para aprimorar seus serviços, oferecendo uma experiência segura aos participantes do mercado.

Parcerias estratégicas: impulsionando a inovação

Descubra como o Itaú está estabelecendo parcerias cruciais no setor de tokenização e no desenvolvimento do Real Digital (Drex)

Saiba como essas colaborações com empresas especializadas em casos de uso e tecnologia buscam soluções inovadoras para os desafios enfrentados pelos clientes do banco.

Para resumir

No diálogo com Guto Antunes, Head de Digital Assets no Itaú Unibanco, exploramos a incursão estratégica do banco no universo blockchain. 

Antunes detalha as iniciativas, desde a visão inovadora da blockchain como uma nova infraestrutura de mercado até os planos de negócios abrangentes em digital assets, destacando serviços de custódia e a exploração da tokenização. 

O foco na segurança e confiança transparece na abordagem do banco, especialmente ao considerar contratos inteligentes e o processo de Delivery vs. Payment. 

A perspectiva híbrida de mercado, sem divisões rígidas entre descentralizado e centralizado, revela a adaptação do Itaú às transformações do setor. 

O podcast conclui destacando parcerias estratégicas e convida os leitores a explorarem mais o “Talkenização” para obter uma compreensão aprofundada da evolução financeira.

Você pode ouvir todos os episódios do Talkenização na sua plataforma de streaming preferida clicando aqui.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no universo cripto?

Siga a Liqi nas redes sociais:

➜ Instagram: https://www.instagram.com/liqibr

➜ YouTube: https://www.youtube.com/@LiqiDigitalAssets

➜ LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/liqidigitalassets

➜ Tik Tok: https://www.tiktok.com/@liqibr

➜ Twitter: https://twitter.com/liqibr
Aproveite para conhecer o SITE da Liqi: https://www.liqi.com.br

Outros artigos

O que é Alienação Fiduciária, Para que serve a Alienação Fiduciária, Como funciona a Alienação Fiduciária nos investimentos, O que é Cessão Fiduciária, Para que serve a Cessão Fiduciária, Como funciona a Cessão Fiduciária nos investimentos, Vantagens e desvantagens da Alienação e Cessão Fiduciária

O que é Alienação Fiduciária e Cessão Fiduciária: para que servem e como funcionam?

“Alienação Fiduciária” e “Cessão Fiduciária”  são dois termos frequentemente utilizados quando o assunto é investimentos e...

17/05/2024

Saiba mais
A relação entre taxa e rating no Descompliqi a plataforma de conteúdos da Liqi com Decio Bapttista

O que é Rating?: taxa, risco e retorno | Decio Bapttista

Decio Bapttista (Sócio Fundador da Liberum Ratings) aborda a função do rating de crédito e sua importância na avaliação do risco associado a...

10/05/2024

Saiba mais
O que é a área de Token Capital Market (TCM) e como está estruturada; Quais são as principais mudanças que a tokenização traz para o mercado de crédito; Quais são os benefícios para as empresas que optam por antecipar seus recebíveis por meio da tokenização; Como funciona a estruturação de crédito usando a tokenização? É diferente das abordagens tradicionais; E como isso se aplica para a securitização; Quais os principais benefícios; Como a Liqi garante a segurança e a transparência das operações de tokenização realizadas em seu mercado; Quais são os critérios utilizados para avaliar a viabilidade de um ativo financeiro para tokenização; Quando falamos em redução de custos, a gente tem como falar mais ou menos; Qual é o papel da regulamentação na promoção do crescimento do mercado de tokenização de crédito; Como a tokenização pode contribuir para a liquidez do mercado de crédito; Qual a sua visão sobre a tokenização enquanto recurso de crédito no Brasil nos próximos anos; Quais são os diferenciais competitivos da Liqi em relação a outras empresas que atuam no mercado de tokenização de ativos financeiros

O potencial do mercado de crédito tokenizado e a área de Token Capital Market da Liqi

André Pina (Chief Business Officer na Liqi) apresenta o que é a nova área de Token Capital Market (TCM), como ela está estruturada, as principais...

08/05/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.