tokenização é segura, o que é tokenização, como tokenizar, o que é token, token

A tokenização é segura?

calendar_month 12/08/2021

A tokenização de ativos está transformando o modo como os investimentos são realizados e oferecendo segurança, agilidade, transparência e acessibilidade às transações. Entretanto, ainda existem muitas dúvidas, principalmente no que diz respeito à segurança.

Pensando nisso, preparamos este artigo com tudo o que você precisa para saber se, de fato, a tokenização é segura.

Boa leitura!

O que é tokenização?

A tokenização é o processo de fragmentação de um ativo real em frações digitais para que possam ser facilmente negociados.

Essa prática está mudando a maneira como o mundo olha para os investimentos e traz vantagens tanto para os investidores quanto para os donos dos ativos.

Só é possível entender o que é tokenização e a sua segurança entendendo mais sobre a Blockchain!

A Blockchain é uma espécie de livro contábil em que estão concentradas todas as informações relacionadas às transações realizadas, como:

  • quantia de tokens transacionados;
  • quem enviou;
  • quem recebeu;
  • em que data.

Todas essas informações são armazenadas dentro de um bloco, com o registro de hora e data. De tempos em tempos, um novo bloco é formado e interligado ao anterior, formando, como o próprio nome diz, uma cadeia de blocos que é imutável

É importante ressaltar que, antes de serem inseridas na Blockchain, todas as informações são validadas e precisam, obrigatoriamente, ser aprovadas. Quando isso acontece, elas passam a ser identificadas por um complexo código alfanumérico.

Como obter as informações de um token na Blockchain?

Para responder essa pergunta, é preciso explicar brevemente sobre o conceito das wallets

Elas servem como uma interface de controle e acesso dos seus criptoativos e armazenam as chaves de acesso aos tokens, tanto as públicas quanto as privadas. As wallets se comunicam com a Blockchain e gerenciam os pares de chaves públicas/privadas relacionadas ao endereço dela. E apenas a pessoa que possui a chave privada pode acessar os tokens e obter as informações dele.

E essa não é a única forma de encontrar informações sobre um token na blockchain!

Cada token também possui um endereço na Blockchain na qual foi emitido. E você pode acessar esse endereço para ter acesso às informações, incluindo aquelas que estão presentes no Smart Contract.

É simples assim! Basta acessar a sua wallet ou o endereço do token na Blockchain que você pode ler todas as informações relacionadas.

Como a Blockchain garante a segurança dos tokens?

Um fato importante sobre a Blockchain é que ela é totalmente descentralizada, o que quer dizer que não existe um servidor central de armazenamento de dados, mas, sim, vários servidores ao redor do mundo, que se conectam entre si.

Eles utilizam computação em nuvem (cloud computing) para processar, reunir e armazenar todos os blocos de informações. Por conta dessa descentralização do sistema, todas as informações contidas ali dentro possuem camadas de proteção que irão dificultar as invasões aos dados.

Investir na tokenização é seguro tanto pelo fato de os dados dos tokens na Blockchain não podem ser alterados quanto pelo processamento, organização e armazenamento dos dados serem descentralizados.

No entanto, há outros fatores que tornam a Blockchain importante, como a sua capacidade de revolucionar a forma de fazer negócios. 

Já que as transações realizadas dentro da cadeia de blocos acontecem sem a interferência de intermediários, elas não envolvem o pagamento de altas taxas operacionais e, por consequência, tornam as negociações mais viáveis.

Então, você não depende de empresas ou governos para que ela continue funcionando, pois é descentralizado. Além disso, a Blockchain oferece transparência e agilidade para as transações e funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana.

E, para garantir que todas as transações sejam devidamente cumpridas pelas partes acordadas, a Blockchain ainda conta com a tecnologia dos Smart Contracts. 

O que são os Smart Contracts?

Os Smart Contracts são contratos digitais que têm a mesma função de contratos físicos, mas com a facilidade de que relações contratuais sejam realizadas a partir de computadores com alta capacidade de processamento em redes descentralizadas e algoritmos criptografados, por exemplo.

Em um Smart Contract são estabelecidas as obrigações, benefícios e penalidades caso as regras sejam quebradas por qualquer uma das partes envolvidas.

Como esses contratos inteligentes são pré-programados, as suas cláusulas podem entrar em vigor de forma segura e sem que haja um intermediário envolvido nas negociações, como bancos e tribunais, por exemplo.

Além de garantir agilidade e praticidade para as negociações, os Smart Contracts oferecem mais liberdade para as partes envolvidas!

Se você quer saber tudo sobre esses contratos inteligentes, é só conferir esse post do nosso blog.

Qual o ciclo de vida dos Smart Contracts?

O ciclo de vida dos Smart Contracts começa com a programação, na qual são estabelecidas as regras, validadas por agentes especializados, que deverão ser cumpridas durante a negociação.

Depois disso, eles se conectam com sistemas internos ou externos que estejam relacionados à operação para que possam agir de maneira pré-programada diante de certos gatilhos.

Todas as vezes que houver um gatilho que corresponda às regras inscritas em suas cláusulas, os Smart Contracts se auto executam, agilizando processos que antes eram operados de forma mecânica.

É importante ressaltar que os Smart Contracts também fortalecem a transparência nas negociações e são criados de modo a fornecer dados para compliance e prestação de contas!

Quais as garantias jurídicas quando se trata da tokenização?

A garantia jurídica é um elemento essencial na hora de escolher um investimento e, como os tokens ainda são considerados uma novidade no mercado, muitas pessoas ainda não entendem como funciona.

Para entender quais são as regras que os tokens devem seguir, você deve analisar o ativo tokenizado, porque são eles que irão oferecer as condições regulatórias. Ou seja, as regulamentações dependem do tipo de token que você está emitindo ou adquirindo.

Dessa forma, independentemente da demora na regulamentação da tokenização, os tokens não são ilegais devido à estrutura jurídica que está por trás deles: o próprio código civil.

Você pode saber mais sobre o assunto nesse nosso post!

É inegável que a tokenização é o futuro na forma de realizar negócios. E diversos setores do mercado já tokenizam seus ativos, como a área da saúde, o agronegócio, o mercado esportivo, o ramo de logística.

E você, está esperando o que para fazer parte do universo da tokenização? Além de ser segura, ela apresenta grande potencial, tanto para quem quer investir nos tokens quanto para aqueles que querem tokenizar seus ativos!

Encontre a gente em todos os nossos canais para ficar por dentro das transformações que a tokenização vem trazendo para o mercado.

Outros artigos

O que é Alienação Fiduciária, Para que serve a Alienação Fiduciária, Como funciona a Alienação Fiduciária nos investimentos, O que é Cessão Fiduciária, Para que serve a Cessão Fiduciária, Como funciona a Cessão Fiduciária nos investimentos, Vantagens e desvantagens da Alienação e Cessão Fiduciária

O que é Alienação Fiduciária e Cessão Fiduciária: para que servem e como funcionam?

“Alienação Fiduciária” e “Cessão Fiduciária”  são dois termos frequentemente utilizados quando o assunto é investimentos e...

17/05/2024

Saiba mais
A relação entre taxa e rating no Descompliqi a plataforma de conteúdos da Liqi com Decio Bapttista

O que é Rating?: taxa, risco e retorno | Decio Bapttista

Decio Bapttista (Sócio Fundador da Liberum Ratings) aborda a função do rating de crédito e sua importância na avaliação do risco associado a...

10/05/2024

Saiba mais
O que é a área de Token Capital Market (TCM) e como está estruturada; Quais são as principais mudanças que a tokenização traz para o mercado de crédito; Quais são os benefícios para as empresas que optam por antecipar seus recebíveis por meio da tokenização; Como funciona a estruturação de crédito usando a tokenização? É diferente das abordagens tradicionais; E como isso se aplica para a securitização; Quais os principais benefícios; Como a Liqi garante a segurança e a transparência das operações de tokenização realizadas em seu mercado; Quais são os critérios utilizados para avaliar a viabilidade de um ativo financeiro para tokenização; Quando falamos em redução de custos, a gente tem como falar mais ou menos; Qual é o papel da regulamentação na promoção do crescimento do mercado de tokenização de crédito; Como a tokenização pode contribuir para a liquidez do mercado de crédito; Qual a sua visão sobre a tokenização enquanto recurso de crédito no Brasil nos próximos anos; Quais são os diferenciais competitivos da Liqi em relação a outras empresas que atuam no mercado de tokenização de ativos financeiros

O potencial do mercado de crédito tokenizado e a área de Token Capital Market da Liqi

André Pina (Chief Business Officer na Liqi) apresenta o que é a nova área de Token Capital Market (TCM), como ela está estruturada, as principais...

08/05/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.